Quarta-feira, 23 de Maio de 2007

Farmacêutico

Em relação aos medicamentos de uso humano e veterinário, e aos dispositivos médicos, os farmacêuticos:

- Desenvolvem, preparam, controlam, seleccionam, adquirem, armazenam e dispensam esses produtos, em farmácia aberta ao público, serviços farmacêuticos hospitalares e serviços farmacêuticos privados de quaisquer outras entidades públicas e privadas;

- Registam, fabricam e procedem ao seu controlo (em laboratórios específicos);

- Tratam do armazenamento, conservação e da distribuição por grosso;

- Esclarecem dúvidas e prestam informações junto dos profissionais de saúde e dos doentes de modo a promover a sua correcta utilização;

- Acompanham, fazem vigilância e controlam a sua distribuição, dispensa e utilização.

São também actividades correntes destes profissionais:

- A preparação de soluções anti-sépticas, de desinfectantes e de misturas intravenosas;

- A interpretação e avaliação das prescrições médicas;

- A monitorização de fármacos, incluindo a determinação de parâmetros farmacocinéticos e o estabelecimento de esquemas posológicos individualizados;

- A colheita de produtos biológicos, execução e interpretação de análises clínicas e determinação de níveis séricos (no soro sanguíneo);

- A execução e interpretação de análises toxicológicas, hidrológicas e bromatológicas (relativas aos alimentos).

As suas funções específicas diferem consoante a área em que exercem actividade, designadamente:

· Quando trabalham numa farmácia, as tarefas destes profissionais incluem, normalmente, a compra, preparação, armazenamento e venda de medicamentos. Além disso, informam e aconselham as pessoas que se dirigem à farmácia, com vista a que estas utilizem os medicamentos de uma forma adequada e racional, alertando-as, por exemplo, para o modo como devem ser tomados, as suas contra-indicações e os efeitos secundários que podem provocar.

· Quando desempenham funções num hospital, como técnicos superiores de saúde, a sua principal responsabilidade consiste em garantir o correcto funcionamento da farmácia hospitalar, nomeadamente no que diz respeito à gestão dos medicamentos: distribuição pelas enfermarias, prazos de validade, condições de armazenamento, encomendas, concursos de aquisição, gestão de stocks, etc. Dão, também, conselhos e informações sobre a correcta utilização dos medicamentos e possíveis interacções e efeitos secundários. Além disso, preparam medicamentos e podem fazer monitorização de fármacos e ensaios clínicos;

· Na indústria farmacêutica, o papel destes técnicos abrange três áreas distintas: investigação, produção e promoção de medicamentos. Na área da investigação é da sua competência pesquisar e desenvolver substâncias químicas com vista à criação de novos medicamentos. Na área da produção cabe-lhes garantir e controlar a qualidade destes, através do planeamento, gestão e supervisão do seu processo de produção. Neste domínio, averiguam quer a qualidade dos componentes constitutivos dos medicamentos, quer a qualidade e eficácia do produto final, através de análises regulares dos mesmos. Na área da promoção, os farmacêuticos trabalham no âmbito das estratégias de publicidade, divulgação e marketing associadas à introdução ou relançamento de medicamentos no mercado;

· A formação destes profissionais permite-lhes também trabalhar em laboratórios, executando diversos tipos de análises (clínicas, químicas, biológicas, toxicológicas, etc.). Na área das análises clínicas, as suas funções incluem a colheita, transporte e conservação de amostras para análise, a realização desta e a interpretação e fornecimento dos resultados obtidos. Em alguns casos, têm como funções acrescidas a gestão do laboratório e, sempre que necessário, o contacto com médicos e pacientes;

· Alguns farmacêuticos dedicam-se à investigação científica, efectuando pesquisas e desenvolvendo conceitos, teorias e métodos no âmbito das ciências farmacêuticas, e/ou à docência, área em que elaboram planos de lições, leccionam aulas, corrigem e supervisionam trabalhos teóricos e práticos, submetem os alunos a provas, proferem e assistem a conferências e seminários e redigem livros, artigos e textos de apoio às aulas;

· Na administração pública, trabalham em organismos da administração central, nomeadamente em comissões técnicas, onde desempenham diversas funções executivas e de assessoria, tais como a recolha e tratamento de informações relacionadas com a avaliação de medicamentos e produtos sanitários, a emissão de pareceres técnicos e científicos, o planeamento e coordenação de programas no âmbito da sua área profissional e a participação na definição de políticas na área da saúde.

 

Formação e evolução da carreira

Ingresso: Licenciatura em Ciências Farmacêuticas

Grau: 12º Ano

 

O plano curricular dos cursos em Ciências Farmacêuticas é normalmente diversificado, incluindo quer matérias gerais - como Matemática, Física, Química ou Biologia -, quer matérias específicas desta área, tais como Farmacoterapia, Farmacologia, Tecnologia Farmacêutica, Farmácia Galénica e Controlo de Medicamentos. Para se concluir a licenciatura, é obrigatório realizar um estágio de 6 meses, durante o qual se obtém experiência prática trabalhando numa farmácia aberta ao público, sob a supervisão do respectivo director técnico, ou num hospital, sob a orientação do responsável do serviço farmacêutico. Quem queira prosseguir estudos tem ao seu dispor alguns cursos (mestrados, pós-graduações, etc.) destinados a licenciados nesta área, designadamente em Farmacognosia, Química Farmacêutica, Análises Clínicas, Controlo de Medicamentos e de Alimentos, Farmacologia, Farmácia Comunitária, Farmácia Hospitalar, Biofarmácia e Farmacocinética Avançada, Tecnologia Farmacêutica, Química Analítica Ambiental, Gestão e Direito Farmacêutico.

Uma vez iniciada a carreira, a sua evolução depende da área profissional. Por exemplo, os farmacêuticos que trabalham em estabelecimentos hospitalares ou unidades de saúde estão integrados na carreira de técnico superior de saúde, evoluindo profissionalmente através de concursos curriculares ou prestação de provas públicas, dependendo essa evolução da existência de vagas. Nesta carreira, iniciam-se como estagiários (variando a duração do estágio consoante a área, sendo, no máximo, de 4 anos), transitam para assistentes e podem chegar a assessores ou assumir funções dirigentes, como chefes de divisão ou directores de serviços.

Condições de trabalho

A sua carga horária semanal depende do tipo de actividade que exerçam. Normalmente, são aqueles que trabalham em farmácias que mais horas têm de cumprir, pois estas estão em funcionamento, no mínimo, 40 horas semanais, distribuídas de segunda a sábado. Como as farmácias são obrigadas a funcionar em serviço permanente em certos dias - determinados com base no número de farmácias existentes na localidade em que se situam -, existem períodos em que esta carga horária é ultrapassada. Esta obrigatoriedade leva, ainda, a que os farmacêuticos tenham de trabalhar aos domingos e feriados. Nos hospitais, a necessidade de garantir o permanente funcionamento das suas farmácias leva também a que seja preciso trabalhar, por vezes, além do período normal de trabalho (o qual se constitui por dois regimes, um de 35 e outro de 42 horas semanais).

Os farmacêuticos são profissionais responsáveis pelas diversas operações relacionadas com os medicamentos, drogas e outros produtos com fins medicinais, higiénicos ou profiláticos, para uso humano e/ou veterinário.
publicado por marisacplima às 10:28

link do post | comentar | favorito
|

.posts recentes

. ...

. Escola Secundária Francis...

. ...

. Como surgiu este blog?

. Testes de Orientação Voca...

. Processo ERASMUS

. Processo de Bolonha

. Concurso Nacional de Aces...

. Acesso às Universidades E...

. Entrevistas

. Entrevista a um Profissio...

. Entrevista a um Profissio...

. Entrevista com um Profiss...

. Entrevista com um Profiss...

. Cursos/Universidades

. Ortoprotesia

. Psicologia

. Medicina

. Geologia

. Fisioterapia

. Fitoquímica e Fitofarmaco...

. Técnico De Radiologia

. Terapia Ocupacional

. Técnico de Prótese Dentár...

. Técnico de Análises Clíni...

. Anatomia Patológica, Cito...

. Arqueologia

. Astronomia

. Biólogo

. Técnico de Cardiopneumolo...

. Engenharia do Ambiente

. Enfermagem

. Engenharia Geografica

. Engenheiro Aeronáutico

. Engenheiro Agrónomo

. Engenheiro Biomédico

. Engenharia Civil

. Farmacêutico

. Medicina Dentária

. Medicina Nuclear

. Medicina Veterinária

. Meteorologia

. Neurofisiologia

. Nutricionismo

. Oceanografia

. Optometria e Ciencias da ...

. Química e Bioquímica

. Técnico de Radioterapia

. Técnico de Farmácia

. Terapêutica da fala

.pesquisar

 

.Maio 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
22
25
26
27
28
29
31

.informação de autores

.arquivos

. Maio 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds