Quarta-feira, 23 de Maio de 2007

Engenharia Civil

Engenharia Civil é o ramo da engenharia que projecta e executa obras como edifícios, pontes, viadutos, estradas, barragens e outras obras da hidráulica fluvial e marítima, assim como da engenharia sanitária.

O engenheiro civil projecta e acompanha todas as etapas de uma construção e/ou reabilitação. Estes profissionais pode realizar tarefas de investigação, concepção, estudo, fabrico, projecto, construção, produção e controlo de qualidade nas diferentes áreas de actividade em que intervêm.

 

O objectivo da sua intervenção varia consoante a área de actividade, que podemos dividir nos seguintes grupos:

Construção de edifícios: ocupam-se da edificação de imóveis residenciais, edifícios industriais e comerciais, edifícios públicos e outros.

 

Construção de vias: são responsáveis, para além das estradas, pelas ruas das povoações e pelas auto-estradas, assim como actuam na construção e manutenção de vias-férreas e demais obras ferroviárias.

 

Construção de aeroportos e aeródromos: estão incumbidos dos trabalhos relacionados com pistas de aterragem e edifícios como, por exemplo, hangares e torres de controlo.

 

Estruturas: ocupam-se dos problemas referentes à resistência dos materiais, designadamente dos utilizados em edifícios, pontes, viadutos, túneis, barragens, torres, reservatórios, navios, plataformas flutuantes e guindastes.

 

Higiene e salubridade: estão encarregues das instalações de filtração e distribuição de água, redes de esgotos, instalações de tratamento de esgotos, sistemas de drenagem e outras construções relacionadas com a higiene pública. No caso de trabalharem na administração pública, podem, também, regulamentar e fiscalizar as condições de higiene de lugares públicos, tais como mercados e recintos desportivos.

 

Hidráulica: dedicam-se a trabalhos relacionados com barragens, canais e sistemas de irrigação, sistemas de drenagem, regularização de cursos de água, albufeiras e reservatórios de águas.

 

Geotecnia: desenvolvem estudos dos terrenos (solos e rochas) e elaboram cálculos de estabilidade das escavações e fundações necessárias para a execução da obra. São também, responsáveis por obras de aterro e pelas condições de escoamento das águas superficiais e subterrâneas.

 

Planeamento de território: estão incumbidos da gestão do uso, ocupação e transformação dos terrenos e do planeamento urbano e regional

 

Intervenção sanitária: trabalham em infra-estruturas que se destinam ao abastecimento de água a aglomerados urbanos e a estabelecimentos industriais, à drenagem e escoamento de águas residuais e à valorização dos resíduos líquidos e sólidos do ciclo de utilização da água. Participam também em programas de saúde pública relacionados, por exemplo, com a vigilância da qualidade da água ou com a higiene de lugares públicos.

 

Em regra, quando realizam uma obra, os engenheiros civis procedem à escolha do local mais adequado, estudando as características dos materiais, dos solos, incidência do vento e destino da construção. Procedem, ainda, a estimativas de custos e estabelecem orçamentos. Elaboram planos de trabalho que indicam o prazo de construção e a frequência com que se devem realizar as operações de manutenção.

           Uma vez aprovado o plano pelos clientes e pelas autoridades, nomeadamente a Câmara Municipal, superintendem e coordenam a execução dos trabalhos.

 

Formação

Ingresso: 12º Ano

Grau: Licenciatura

 

O curso de graduação é, normalmente, desenvolvido em cinco anos ou, muitas vezes, onze semestres. As matérias que constituem a base dos cursos de engenharia civil são a matemática, a física e o desenho. Os cursos fornecem, em regra, uma boa formação em domínios tão diversos como, materiais de construção, dimensionamento de estruturas, hidráulica, edificações, gestão de obras e planeamento do território e do ambiente.

 É portanto essencial, que os engenheiros, possuam aptidão para o desenho, raciocínio lógico, capacidade para analisar problemas e apresentar soluções exequíveis, bem como capacidade de coordenação.

 

Evolução na Carreira

        Os que desejarem prosseguir os estudos após a licenciatura, têm várias possibilidades entre especializações, pós-graduações e mestrados, tais como Engenharia Municipal, Análise de Estruturas, Betão, Economia, Gestão e Fiscalização de Obras, Infra-Estruturas em Transportes e Engenharia de Estruturas.

            A evolução na carreira difere em função da entidade empregadora.

Os que trabalham no sector público, evoluem de acordo com o mérito, o tempo de serviço e as vagas, podendo alcançar a categoria de assessor principal, no topo da carreira de técnico superior, ou de professor catedrático, no topo da carreira de docente universitário.

No sector privado, os factores de evolução são, normalmente, a dimensão da organização e a experiência, os conhecimentos, a capacidade de trabalho e a iniciativa do indivíduo.

Regra geral, a evolução no sector privado é mais rápida do que no sector publico.

 

Condições de Trabalho

            O horário praticado varia consoante o sector em que está inserido. Assim, aqueles que trabalham na administração pública têm uma carga horária de 35 horas semanais, enquanto os que estão afectos ao sector privado é usual trabalharem mais de 40 horas semanais, principalmente quando são responsáveis por um projecto ou obra.

 

Remunerações 

      

 

Remuneração

Docência e Investigação Universitária

Entre 1.479,73€ e os 4.883,11€

Docência no ensino superior politécnico

Entre os 1.479,73€ e os 4.217,23€

Docência no ensino básico ou secundário

Entre os 887,84€ e os 2.795,04€

 

            Em relação as empresas privadas, as remunerações são mais flexíveis, não sendo possível estabelecer valores exactos, mas apenas indicativos: no início da carreira, o salário ronda, em média, os 750/1.000 euros, progredindo por vezes até valores iguais ou superiores a 3.000 euros.  

publicado por marisacplima às 10:37

link do post | comentar | favorito
|

.posts recentes

. ...

. Escola Secundária Francis...

. ...

. Como surgiu este blog?

. Testes de Orientação Voca...

. Processo ERASMUS

. Processo de Bolonha

. Concurso Nacional de Aces...

. Acesso às Universidades E...

. Entrevistas

. Entrevista a um Profissio...

. Entrevista a um Profissio...

. Entrevista com um Profiss...

. Entrevista com um Profiss...

. Cursos/Universidades

. Ortoprotesia

. Psicologia

. Medicina

. Geologia

. Fisioterapia

. Fitoquímica e Fitofarmaco...

. Técnico De Radiologia

. Terapia Ocupacional

. Técnico de Prótese Dentár...

. Técnico de Análises Clíni...

. Anatomia Patológica, Cito...

. Arqueologia

. Astronomia

. Biólogo

. Técnico de Cardiopneumolo...

. Engenharia do Ambiente

. Enfermagem

. Engenharia Geografica

. Engenheiro Aeronáutico

. Engenheiro Agrónomo

. Engenheiro Biomédico

. Engenharia Civil

. Farmacêutico

. Medicina Dentária

. Medicina Nuclear

. Medicina Veterinária

. Meteorologia

. Neurofisiologia

. Nutricionismo

. Oceanografia

. Optometria e Ciencias da ...

. Química e Bioquímica

. Técnico de Radioterapia

. Técnico de Farmácia

. Terapêutica da fala

.pesquisar

 

.Maio 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
22
25
26
27
28
29
31

.informação de autores

.arquivos

. Maio 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds